CAMPINAS, 10 DE JULHO DE 2012

ENTREVISTA

MÃE CHEIA DE GÁS

Retomando aos poucos os compromissos que a carreira lhe impõe, a filha de Zezé Di Camargo não abre mão de estar presente na criação de seu filho
16/10/2012 - 11h55
Eduardo Gregori
gregori@rac.com.br
Foto: Rodrigo Zanotto/AAN
Rodrigo Zanotto/AAN
"Sou do tipo que foca em prioridades. Em primeiro lugar está meu filho. Em segundo vem minha família. Atualmente, não podemos estar juntos porque meu pai viaja muito e minha mãe está morando em Miami. Mesmo distantes, nos falamos muito, seja pelo celular ou pela internet. Em terceiro está o meu trabalho, que é meu sonho e meu objetivo de vida"

Wanessa nasceu sob holofotes. A filha de Zilú e Zezé Di Camargo convive com o meio artístico, a televisão e os paparazzi desde que veio ao mundo. Na adolescência, quando resolveu seguir os passos do pai, as revistas de fofocas não demoraram a comparar e a fantasiar sobre uma rivalidade com Sandy, filha de Noely e Xororó, fato que ambas sempre negaram. Sob as asas do pai sertanejo, a cantora lançou seu primeiro disco: Wanessa Camargo em 2000. E estreou muito bem ao conquistar o disco de ouro com a venda de mais de 300 mil cópias.


Em 12 anos de estrada, Wanessa lançou sete álbuns. Neles assumiu seu lado mais romântico e cantou o amor, as desilusões e as paixões, conquistando um séquito de fãs em todo o País. Em 2009 decidiu sair de sua zona de conforto e romper com o pop romântico cantado em português para se lançar como mulher crescida, dona de si e pronta para incendiar uma pista de dança.

O disco Meu Momento marcou a reinvenção da artista, que abandonou o sobrenome Camargo e passou a cantar em ritmo acelerado e com letras em inglês. A bem sucedida turnê do disco a levou para os quatro cantos do País, incluindo Campinas, cidade onde Wanessa retorna com frequência para apresentações na casa noturna Baselounge. No ano passado, a artista lançou DNA, seu sétimo álbum de estúdio e no qual dá continuidade ao seu novo estilo. No final de 2011, Wanessa deu uma pausa para ser mãe.

No dia 5 de janeiro deste ano, José Marcus Doutel de Camargo Buaiz veio ao mundo, fruto da união entre a cantora e o empresário Marcus Buaiz. “Eu fiquei quase um ano parada e me desliguei da vida social. Eu estava com muita saudade de trabalhar, mas ao mesmo tempo senti o peso desse um ano”, conta a artista. O descanso durou pouco. Oito meses após o parto, Wanessa está de volta e aos poucos retoma a agenda. “Eu corro de lá pra cá. É como ser malabarista em busca do equilíbrio. Tenho que dividir uma agenda louca com minha vida
de mãe”, conta.

Metrópole conversou com a artista durante o Campinas Mostra Moda, evento em que foi uma das principais estrelas. A cantora encerrou o desfile da Planet Girls, grife da qual é garota-propaganda, parceira e até mesmo criadora.

Metrópole - Como você está retomando a carreira?
Wanessa - Eu fiquei quase um ano parada e me desliguei da vida social. Eu estava com muita saudade de trabalhar, mas ao mesmo tempo senti o peso desse um ano. No primeiro show depois que meu filho nasceu parecia que eu estava correndo uma maratona. A questão do condicionamento físico pesou bastante.Voltar foi difícil porque eu sou uma mãe muito presente. Aos poucos estou voltando. Fiz um programa de televisão e estou me apresentando novamente, inclusive aqui em Campinas. Este mês lanço um novo vídeo e em novembro um DVD, Além disso, voltei a fazer publicidade, então meu retorno está bem corrido.

Como é ser mãe e ter que cumprir uma agenda como a sua?
Eu corro de lá pra cá. É como ser malabarista em busca do equilíbrio. Tenho que dividir uma agenda louca com minha vida de mãe. Ele ainda estranha não estar comigo e eu não quero deixá-lo com uma babá. Na verdade, eu nem quero ter uma babá. Então, acordo às 6h para ficar com ele o máximo que puder. Durante o dia, se ele tira uma soneca, eu aproveito para dormir junto. É muito difícil ter que sair e deixá-lo aos berros. Ao mesmo tempo estou adorando retomar o trabalho.

E agora, como você prioriza sua vida?
Sou do tipo que foca em prioridades. Em primeiro lugar está meu filho. Em segundo vem minha família. Atualmente, não podemos estar juntos porque meu pai viaja muito e minha mãe está morando em Miami. Mesmo distantes, nos falamos muito, seja pelo celular ou pela internet. Em terceiro está o meu trabalho, que é meu sonho e meu objetivo de vida.

Para dar conta das prioridades você se cobra muito?
Sim, principalmente sobre o meu trabalho. Sou capricorniana e tenho tendência de acabar comigo mesma. Por isso, prefiro não ver os programas de que participo. Eu avalio tudo o que eu faço, tenho consciência dos meus defeitos e sei que posso melhorá-los. Acredito nisso e tento alcançar o equilíbrio. Minha busca como ser humano é melhorar.

Como você lida com maternidade e beleza?
Eu parei de usar cremes. Não queria que meu filho corresse o risco de ter contato com algum produto de beleza que eu estivesse usando, principalmente durante os oito meses de amamentação. Parei academia e não fiz regime. Acabei engordando 17 quilos, mas não me incomodei com isso porque eu queria ser uma mãe dedicada.

E após esse período, o que você tem feito?
Eu já perdi 12 quilos e pretendo perder outros cinco para voltar ao meu corpo de antes da gravidez. Já estou entrando nas minhas roupas. Voltei a malhar e faço uma dieta restritiva. Além disso, faço um tratamento forte para os fios, porque clareei os cabelos e quando a gente clareia, eles ficam muito ressecados.

Você é do tipo que passa horas no salão?
Nada disso. Não tenho paciência pra salão de beleza. Para os cabelos eu gosto mesmo é de aplicar ampolas hidratantes. Esta é minha rotina diária e só.

E maquiagem?
Também não gosto muito de maquiagem. O que eu uso é básico: um corretivo, rímel, gloss e um bom óculos escuro do tipo máscara.

Além de mãe, esposa e cantora, você também é estilista?
Sempre tive vontade de ter uma coleção própria. Nos meus shows, participo da criação das peças e, quando a Planet Girls fez o figurino de uma das turnês, participei do processo criativo. A parceria com a marca deu muito certo e achei que era o momento de ir além. Lançamos uma coleção em 2010 e o retorno foi maravilhoso. As roupas têm uma mescla do meu estilo e o da Adriana Restum, que é a estilista e diretora da marca. Esse é um projeto que tende a crescer.

A maternidade contribuiu de alguma forma na sua carreira?
Sim. Meu próximo single, Hair and Soul, que será lançado no final deste mês, é uma homenagem às mulheres. Ser mulher hoje em dia é um desafio, pois temos que cuidar de casa, dos filhos, trabalhar e estar lindas. Essa música retrata o momento que passo agora. Tenho que ser uma boa mãe, esposa e filha. Hair and Soul fala do poder da mulher, desse ser guerreiro que somos.

Você espera superar o sucesso de DNA?
Sticky Dough foi uma música e vídeo ousados e que fizeram muito sucesso, mas eu tenho a intuição que Hair and Soul fará ainda mais sucesso. É daquele tipo de música que agrada a gregos e troianos.

Comente
Nome:      E-mail:  
Cidade:      Profissão:  
   Não divulgar meu email
Comentário:
Quantidade de toques disponíveis: 500
Clique aqui e veja todos os comentários(0) dessa notícia


       

ROTEIRO
TIPO
LOCAL
Diversas opções de bares, botecos e restaurantes